Você e 128 pessoas próximas de foram selecionadas.

O que é Ignição por Controle Eletrônico?

A ignição por controle eletrônico é um sistema utilizado em motores de combustão interna para controlar o momento de ignição da mistura ar-combustível. Esse sistema substitui o antigo sistema de ignição por platinado, que era menos preciso e mais suscetível a falhas.

Como funciona a Ignição por Controle Eletrônico?

A ignição por controle eletrônico utiliza sensores para monitorar diversos parâmetros do motor, como a rotação do motor, a posição do virabrequim e a temperatura do motor. Esses sensores enviam sinais para a unidade de controle eletrônico (ECU), que processa essas informações e determina o momento ideal para a ignição.

Vantagens da Ignição por Controle Eletrônico

A ignição por controle eletrônico oferece diversas vantagens em relação ao sistema de ignição por platinado. Uma das principais vantagens é a maior precisão no controle do momento de ignição, o que resulta em uma melhor eficiência do motor e em uma redução no consumo de combustível.

Além disso, a ignição por controle eletrônico é mais confiável e menos suscetível a falhas do que o sistema de ignição por platinado. Isso significa que o motor terá um funcionamento mais suave e uma vida útil mais longa.

Componentes da Ignição por Controle Eletrônico

A ignição por controle eletrônico é composta por diversos componentes, cada um desempenhando um papel importante no funcionamento do sistema. Alguns dos principais componentes são:

Sensor de Rotação

O sensor de rotação é responsável por medir a velocidade de rotação do motor. Ele envia um sinal para a ECU, que utiliza essa informação para determinar o momento ideal para a ignição.

Sensor de Posição do Virabrequim

O sensor de posição do virabrequim mede a posição do virabrequim em relação ao cilindro. Ele envia um sinal para a ECU, que utiliza essa informação para determinar o momento ideal para a ignição.

Sensor de Temperatura do Motor

O sensor de temperatura do motor mede a temperatura do líquido de arrefecimento do motor. Ele envia um sinal para a ECU, que utiliza essa informação para ajustar o momento ideal para a ignição de acordo com a temperatura do motor.

Bobina de Ignição

A bobina de ignição é responsável por transformar a baixa tensão da bateria em uma alta tensão necessária para a ignição da mistura ar-combustível. Ela recebe um sinal da ECU para determinar o momento exato em que deve gerar a alta tensão.

Velas de Ignição

As velas de ignição são responsáveis por gerar a faísca que inflama a mistura ar-combustível dentro do cilindro. Elas recebem a alta tensão da bobina de ignição e devem estar em boas condições para garantir uma ignição eficiente.

Conclusão

A ignição por controle eletrônico é um avanço tecnológico importante na indústria automotiva. Esse sistema oferece maior precisão, confiabilidade e eficiência em comparação com o sistema de ignição por platinado. Com seus diversos componentes trabalhando em conjunto, a ignição por controle eletrônico garante um funcionamento suave e uma vida útil prolongada do motor.